51 3713 8100

Evento do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil e Medidas Socioeducativas ocorreu nesta sexta-feira Última atualização em, 11 de junho de 2018

A erradicação do trabalho infantil, bem como a prevenção de atos infracionais cometidos por adolescentes, requer um processo constante de conscientização. A melhor estratégia é investir na formação dos futuros cidadãos, tornando-os conscientes e comprometidos com a sociedade. Com este propósito, o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil e Medidas Socioeducativas, promoverá neste mês diversas ações. Nesta sexta-feira, 8, no anfiteatro da Unisc, um seminário contemplou o tema.

 

A abertura do evento foi marcada por uma apresentação artística do grupo de hip hop, coordenado pelo instrutor Sandrinho. O seminário em âmbito municipal, transformou-se em um evento regional. Mais de 10 municípios do entorno se fizeram presentes.

A programação contemplou palestras sobre Aprendizagem e Inclusão: Transformando Vidas, com a procuradora do Trabalho do Ministério Público de Santa Cruz do Sul, Enéria Thomazini, e A Formação de Jovens Violentos e Caminhos Para a Prevenção, com o doutor em Sociologia e consultor em segurança pública e direitos humanos, Marcos Rolim. Ao final ele participou de uma sessão de autógrafos.

 

À tarde, o consultor em Políticas Públicas, André Viana Custódio, falou sobre Ações Estratégicas para Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil. A explanação foi seguida de um debate.

O evento foi direcionado aos profissionais das áreas de políticas públicas, educação, saúde e docentes com afinidade ao conteúdo proposto alusivo ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, comemorado em 12 de junho. 

 

Toda programação foi organizada pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas (Sepop), através do Creas Acolher. O boneco Petinho, que simbolizará todas as ações relacionadas as atividades do PETI, foi apresentado aos participantes.

 

Conforme o secretário municipal da área, Edemilson Cunha Severo, a interlocução entre o trabalho infantil e as medidas socioeducativas se justificam pela constatação de que a drogadição vem seduzindo muitos jovens, além da vulnerabilidade percebida no cotidiano, principalmente relacionada à evasão escolar e o baixo grau de escolaridade. Ele destacou a importância do evento. "O seminário tem por objetivo, proporcionar reflexão e debate dos temas destacados através da articulação da rede intersetorial, incluindo profissionais e palestrantes que possuem amplo destaque em suas áreas de conhecimento".

 

 

 

Compartilhe:
Prefeitura de Santa Cruz Suporte Técnico:
suporte@santacruz.rs.gov.br
Desenvolvido por DROP