51 3713 8100

Governo concede 3% de reajuste salarial para servidores do quadro e 6,8% para professores Última atualização em, 20 de abril de 2018

A Prefeitura de Santa Cruz do Sul encaminha nesta sexta-feira, dia 20, para votação em sessão ordinária na Câmara de Vereadores, projeto com o reajuste salarial que será concedido pelo governo municipal aos servidores do quadro geral e também aos profissionais da educação. Os primeiros terão um acréscimo de 3% nos vencimentos, já os professores receberão um pouco mais. Eles terão direito a 6,8%, percentual que garante que nenhum profissional ficará com seus vencimentos abaixo do Piso Nacional, que hoje é de R$ 1.227,71 para 20 horas e de R$ 2.455,40 para 40 horas.

 

Além do reajuste salarial anunciado, que é muito superior ao índice acumulado da inflação no período de abril de 2017 a março deste ano, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e que ficou em, 0,2%, os servidores receberão também um aumento no vale-alimentação, que passará dos atuais R$ 500,00 para R$ 515,00. O benefício abrange servidores do quadro, CCs, estagiários e contratados.

 

Os reajustem, tanto dos professores quanto do quadro geral, incidem sobre os salários do mês de abril, tendo como referência os valores percebidos no mês de março. No orçamento da Prefeitura, a despesa terá um impacto de cerca de R$ 6 milhões até o final do ano. O Município gastará por ano o montante de R$ 185.366.798,69 com a folha salarial. Já no vale-alimentação serão mais 482 mil por ano, ficando o valor total em R$ 21.938.000,00.

 

De acordo com levantamento feito pela Secretaria Municipal de Administração e Transparência (Seat), com mais este percentual, o governo Telmo Kirst terá concedido ao funcionalismo, 44,57% de reajuste salarial, e aos profissionais da educação, 63,63%, enquanto a inflação acumulada do IGPM no período foi de 34,95%. No vale-alimentação o aumento ao longo dos anos já soma 45,86%. Nos últimos 20 anos, nenhum outro governo chegou a um percentual tão elevado.

 

Na comparação com outros municípios do Vale do Rio Pardo e até mesmo de fora da região, mas de porte semelhante, a situação dos municipários em Santa Cruz do Sul é bem mais vantajosa. Venâncio Aires, Vera Cruz, Candelária e até mesmo Passo Fundo e Bento Gonçalves concederam reajustes inferiores a 3%. Alguns acabaram por oferecer percentuais maiores no vale-alimentação, cujo valor é bem mais baixo que o do benefício em Santa Cruz do Sul. Lajeado, por exemplo, também reajustou os salários em 3%, mas os vales não ultrapassam R$ 120,00.

Compartilhe:
Prefeitura de Santa Cruz Suporte Técnico:
suporte@santacruz.rs.gov.br
Desenvolvido por DROP