51 3713 8100

Larvas do Aedes Aegypti são encontradas nos bairros Ana Nery e Pedreira Última atualização em, 09 de março de 2018

A Secretaria Municipal de Saúde de Santa Cruz do Sul recebeu, nesta sexta-feira, 9, da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde, o resultado do Levantamento de Índice Rápido (Lira), realizado no período de 26 de fevereiro a 2 de março. 

 

A sondagem verifica a quantidade de focos e larvas do mosquito Aedes Aegypti nos locais visitados. A Vigilância Epidemiológica efetuou coletas por amostragem de estabelecimentos. Foram visitadas 1.702 residências no perímetro urbano, o equivalente a 5% dos imóveis. Segundo os dados, o índice de infestação, que em novembro de 2017 apresentava 0,4%,  agora subiu para 0,9%.

 

A novidade é que, nos bairros Ana Nery e Pedreira, onde no ano passado não   havia focos do mosquito, agora foi verificada a presença de larvas. O coordenador Municipal de Ações de Combate ao Aedes Aegypti, Leonardo Rodrigues, reforça a necessidade de a população fazer seu papel. “É preciso reforçar junto à comunidade, a necessidade de aprimorar os cuidados com água parada em todos as residências, pois mesmo os bairros mais distantes não estão livre de infestação”, afirmou. 

 

De posse dos dados, a Prefeitura poderá dimensionar as ações a serem realizadas durante o ano de 2018. Uma preocupação permanente de quem trabalha para evitar a proliferação de larvas é com os lixões clandestinos. “É importante frisar que as pessoas precisam cuidar dos locais onde moram e não permitir que os lixões se proliferem porque são possíveis criadouros do mosquito”, alertou Leonardo. Mutirões estão sendo planejados para acontecer em toda a cidade. Quanto ao Lira, ainda serão realizados outros três levantamentos: em junho, setembro e novembro. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe:
Prefeitura de Santa Cruz Suporte Técnico:
suporte@santacruz.rs.gov.br
Desenvolvido por DROP