51 3713 8100

Prefeitura faz levantamento para identificar índice de infestação do Aedes Última atualização em, 27 de fevereiro de 2018

Falta cerca de um mês para o final da estação mais quente do ano e a guerra contra o Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus, ainda não terminou. Desde a última segunda-feira, dia 26, e até a próxima sexta-feira, 2 de março, o Departamento Municipal de Ações de Combate ao Aedes, da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), está efetuando mais um levantamento rápido para verificação dos índices de infestação no município. A medida, determinada pelo Ministério da Saúde, visa identificar qual bairro está mais ou menos infestado para que se possa dar andamento a ações específicas em cada localidade.

 

Neste período de cinco dias, todos os bairros serão vistoriadas, perfazendo uma amostragem de cinco por cento das residências. Na operação estão envolvidos 12 agentes de combate a endemias, responsáveis por fazer a coleta das larvas. O material coletado será posteriormente encaminhado para análise no laboratório da 13ª CRS. “É importante frisar que através do Lira verificamos a direção que o mosquito está tomando e seu raio de atuação, o que nos possibilita agir com mais precisão”, explicou o coordenador do departamento, Leonardo Rodrigues. 

 

Ele conta que, embora a população já esteja acostumada com a visita dos agentes, ainda encontram-se resistências entre alguns moradores. “Vamos continuar as vistorias até que os índices baixem. A gente faz a nossa parte mas as soluções dependem de toda a comunidade. É muito importante que as pessoas se conscientizem e reservem um dia da semana para fazer a limpeza do pátio. O segredo para combate o Aedes é simples: não deixar água parada”, disse. 

 

A Sesa informa que no decorrer deste ano serão realizadas quatro operações semelhantes. Além da que já está em curso, outras serão efetuadas nos meses de junho, setembro e novembro. Em 2017 foram feitos somente dois levantamentos rápidos. Até agora nenhum caso autóctone de dengue foi registrado em Santa Cruz do Sul. 

Compartilhe:
Prefeitura de Santa Cruz Suporte Técnico:
suporte@santacruz.rs.gov.br
Desenvolvido por DROP