51 3713 8100

Reestruturação e modernização da Sepop são os desafios para 2018 Última atualização em, 21 de dezembro de 2017

Prestes a completar um ano a frente da Secretaria Municipal de Políticas Públicas, o secretário Edemilson Severo, foi o décimo primeiro entrevistado da Rádio Gazeta AM na manhã desta quinta-feira, 21, na série de entrevistas de final de ano com o primeiro escalão do governo Telmo Kirst. Reestrutração e moderniazação da secretaria pautaram a fala do secretário, que antes de assumir a pasta, permaneceu 50 meses no comando da Secretaria Municipal de Administração.

 

Ao fazer um balanço de 2017, Edemilson reafirmou o que já vinha dizendo em outras oportunidades. “Somos soldados de um Exército e recebemos uma missão. A antiga área de Inclusão, Desenvolvimento Social e Habitação deixou um legado na história de Santa Cruz, mas pelas demandas que surgiram ao longo do tempo e devido ao crescimento populacional, alguns desafios foram impostos e quando o prefeito decidiu desvincular o social da habitação fui submetido a esta missão”, disse. Ele fez questão de dizer que recebeu uma equipe de profissionais competentes, qualificados e de primeira linha. 

 

Para 2018 as metas não são poucas. Assim que o Legislativo sair do recesso e retornar às atividades, o governo municipal deverá encaminhar projeto contemplando aspectos pertinentes à reestruturação e modernização da Sepop. A medida, segundo Severo, é resultado de um estudo aprofundado feito pela equipe técnica, com base em exigências legais. “Preparamos toda uma reestruturação que está pronta e que só não foi colocada em prática em virtude do contingenciamento determinado prudentemente pelo prefeito Telmo”, pontuou. Questionado sobra a criação de cargos, foi taxativo. “Não serão criados cargos em comissão, as áreas serão comandadas por funcionários de carreira”.

 

Edemilson destacou que a Sepop é responsável hoje pela coordenação e manutenção de 31 estruturas, entre as quais estão Cras, Creas, Centros de Convivência, Cozinhas Comunitárias, Abrigos Masculino e Feminino, Codesc, entre outras. Ele afirmou que de uma população que beira os 130 mil habitantes, cerca de 25% faz uso de algum tipo de serviço social. Somente em refeições, o Município destina para atender pessoas em situação de vulnerabilidade, 643 mil refeições ao ano. “Isso não significa dependência, mas convivência neste ambiente social”, observou. 

 

Um dos temas que ele fez questão de ressaltar durante a entrevista é o das capacitações que foram realizadas ao longo deste ano. Ele citou o caso emblemático do cidadão Joel Marques que foi notícia no Jornal Gazeta do Sul. “Como estava em situação de rua permaneceu alguns dias no albergue e pediu um computador para poder estudar. Ele tinha ensino médio, teve a felicidade de fazer o concurso do IBGE e passou em terceiro lugar”, destacou.

 

Em parceria com o Senac pessoas em situação de vulnerabilidade tiveram em 2017 a oportunidade de participar de capacitações para formação de garçom, de preparação para o mercado de trabalho, de doces e salgados e de molhos e massas. Também uma oficina de corte e costura foi realizada junto com a Sociedade Espírita A Caminho da Luz, no Cras Beatriz Jungblut. 

 

Durante a entrevista também foram abordados o CadÚnico, sistema que registra informações de cada família em situação de vulnerabilidade, identificando as condições econômicas e sociais de cada membro. Hoje o cadastro conta com 7.821 famílias. Já especificamente o Bolsa Família até novembro de 2017 registrou 2.856 beneficiados, o que significa 6,06% da população. Entre dezembro de 2016 e dezembro 2017 foram repassados R$ 4,7 milhões para atender ao programa em Santa Cruz do Sul.

 

E segundo Severo, o ano encerra com boas perspectivas para 2018. Conforme já anunciado pela imprensa, a expectativa é ver contemplados dez projetos para construção e ampliação de equipamentos sociais, no montante de R$ 4,2 milhões. Ao final da entrevista, o secretário encerrou sua participação fazendo um agradecimento à equipe de servidores da Sepop, aos parceiros e secretarias que ao longo do ano interagiram com a pasta e também à comunidade santa-cruzense.

Compartilhe:
Prefeitura de Santa Cruz Suporte Técnico:
suporte@santacruz.rs.gov.br
Desenvolvido por DROP