51 3713 8100

Cápsula do Tempo é aberta na Emef José Ferrugem Última atualização em, 04 de dezembro de 2017

A promotora de vendas Jéssica Rauber Pires está com 23 anos. Em 2007, tinha 13. Na última sexta-feira, 1º, acompanhada do marido, ela retornou à Escola municipal José Ferrugem para relembrar um momento importante que vivenciou enquanto aluna da instituição: há dez anos, ela e mais 139 alunos elaboraram cartas, separaram fotos e as depositaram na cápsula do tempo. "Estou ansiosa para abrir minha carta e conferir o que escrevi. Eu só tinha 13 anos", revelou.  

 

Com expectativas ainda maiores estava a vice-diretora do educandário, Mara Dal Ri, idealizadora da iniciativa na época. "É uma emoção muito grande em rever os ex-alunos e saber que de alguma forma fizemos a diferença na vida deles. E fazer com que eles acreditem nos seus sonhos é uma realização para nós", afirmou. 

 

Após a abertura da caixa, um dos primeiros a verificar a carta que escreveu quando tinha apenas nove anos de idade (hoje está com 19)  era o jovem Lucas Palhano. "Eu estava na quarta série. Muitas das coisas que sonhei para mim consegui realizar. É muito bom estar aqui de novo", disse. 

 

A secretária de Educação, Jaqueline Marques, prestigiou o evento. Em seu pronunciamento, falou de suas expectativas para a educação. "Juntos estamos sonhando um futuro colorido e trazendo pinceladas de alegria, dignidade e esperança para nossas escolas", declarou.  

 

Ainda na sexta-feira, uma nova cápsula foi enterrada, com cartas de 137 estudantes,  de professores, e um exemplar do jornal Gazeta do Sul do dia.  O prefeito Telmo Kirst, representado pelo secretário de Comunicação, Régis de Oliveira Júnior, também escreveu uma carta para guardar com as demais. A ideia é que a nova cápsula seja aberta em 2027. 

 

 

 

 

Compartilhe:
Prefeitura de Santa Cruz Suporte Técnico:
suporte@santacruz.rs.gov.br
Desenvolvido por DROP