51 3713 8100

Placas de conscientização começam a ser instaladas no Parque da Gruta Última atualização em, 11 de agosto de 2017

A Prefeitura de Santa Cruz do Sul começou a instalar, nesta sexta-feira, dia 11, no Parque da Gruta, o primeiro lote de placas orientando a população sobre a proibição de fornecer alimentos aos animais silvestres. O material foi elaborado pela Secretaria Municipal de Comunicação, com acompanhamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

 

Inicialmente foram instaladas quatro placas pequenas junto às taquareiras, local onde os micos costumam ser vistos com mais frequência pelos visitantes, e uma grande na entrada da área das churrasqueiras. Já nas próximas duas semanas, as demais  placas – 26  pequenas e três grandes – serão distribuídas nas trilhas e em outros pontos de maior circulação de pessoas. “A Prefeitura criou uma Comissão Municipal de Proteção Animal e vai intensificar as ações de conscientização, portanto é muito importante que cada um faça a sua parte. Os pais precisam estar conscientes de que não devem incentivar os filhos a dar de comer aos bichinhos”, disse o secretário municipal de Comunicação, Régis de Oliveira Júnior.

 

Há pouco mais de um mês um incidente com um macaco prego, que prendeu a mão dentro de uma lata, ganhou grande repercussão na comunidade. Em recente visita a Santa Cruz do Sul, na tentativa de capturar o primata, técnicos do Ibama e do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) fizeram alguns apontamentos, a fim de que novos incidentes não venham a ocorrer. Dentre as orientações repassadas à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade (Semass), estava a colocação de placas de orientação e a realização de campanhas de conscientização. 

 

A partir de agora quem der de comer aos macacos não vai poder mais alegar falta de informação. As placas são bem explícitas ao lembrar que alimentar animais silvestres é crime ambiental, conforme a Lei Federal 9.605/98. Para quem acredita que alimentar os bichinhos é inofensivo, o material alerta para o fato de que os animais não digerem corretamente nossos alimentos e, quando comem biscoitos, pães e até restos de churrascos, podem desenvolver doenças e, no caso das fêmeas, até aborto.

 

 O material também informa que junto à natureza, os animais obtém alimentação balanceada – vegetação, frutos e até pequenos animais -, além de atuarem como dispersores de sementes. Outra questão que merece atenção é o fato de que ao se aproximarem dos humanos, os micos podem ter reações inesperadas, inclusive tornando-se agressivos.

Compartilhe:
Prefeitura de Santa Cruz Suporte Técnico: DTIC/SMF
ti@santacruz.rs.gov.br
Desenvolvido por DROP